HISTORIANET

Vestibulares

PUC SP 2004

PUC SP
correção Curso ANGLO - SP

1) As conquistas realizadas por Alexandre da Macedônia (também chamado de Alexandre, o Grande) entre 334 e 323 a.estenderam-se da Grécia até as margens do rio Indo (Índia). Algumas das características dessa expansão macedônica e do imenso Império que dela derivou foram:
A) a imposição de instituições políticas romanas sobre as áreas conquistadas por Alexandre e a repressão às formas monárquicas predominantes no Oriente próximo e distante.
B) o apoio do exército macedônio a revoltas de povos subjugados por outros impérios e a recusa da incorporação de soldados que não fossem macedônios ou gregos às tropas de Alexandre.
C) a restrição à circulação de mercadorias entre regiões distintas do Império e a gradativa mas profunda segmentação e diminuição do comércio interno e externo dos macedônios.
D) o intercâmbio entre culturas ocidentais e orientais e o prevalecimento de uma perspectiva universalista e assimiladora sobre a mentalidade voltada às questões locais.
E) a obrigatoriedade de uso de uma só língua, o persa, e a proibição sumária da transmissão de idéias e da movimentação de intelectuais entre as áreas dominadas pelo Império.
Resposta: D
Resolução: Na Antigüidade, a expansão de Alexandre da Macedônia criou o grande Império Helenístico, que teve, entre outras características, a fusão de culturas ocidentais e orientais.


2) O Islã, criado a partir da pregação religiosa de Maomé no início do século VII, adquiriu claro significado político com a hégira, migração de Maomé e seguidores de Meca para Medina. As relações do Islã com outras religiões e com o Ocidente foram marcadas:
A) pela capacidade de diálogo e integração, da qual a missa ecumênica é um exemplo, uma vez que os princípios islâmicos apresentam-se como síntese do judaísmo e do catolicismo.
B) apenas por conflitos, dos quais a jihad, ou guerra santa, é um exemplo, uma vez que os próprios princípios islâmicos determinam a guerra contra judeus e cristãos.
C) pela expansão territorial e militar do islamismo da qual a conquista da península ibérica é um exemplo, uma vez que os princípios islâmicos pregam a necessária difusão de suas crenças.
D) apenas por negociações entre chefes religiosos e políticos, das quais os encontros no Vaticano são o melhor exemplo, uma vez que os princípios islâmicos defendem prioritariamente o entendimento e a submissão.
E) pela influência de técnicas e de conhecimentos do Ocidente sobre o Oriente, da qual as interferências lingüísticas são um exemplo, uma vez que os princípios islâmicos pregam a ocidentalização do mundo.
Resposta: C
Resolução: A partir de meados do século VII, os califas levaram o islamismo a uma expansão territorial, militar e religiosa, passando pelo Oriente Médio, norte da África, chegando até a Península Ibérica na Europa. Tal expansão se enquadrava nos princípios do islamismo.


3) "Numa época em que ouvir valia mais do que ver, os olhos enxergavam primeiro o que se ouvira dizer; tudo quanto se via era filtrado pelos relatos de viagens fantásticas, de terras longínqüas, de homens monstruosos que habitavam os confins do mundo conhecido."
Laura de Mello e Souza.O diabo na Terra de Santa Cruz.São Paulo, Companhia das Letras, 1986, p. 21-2.
O fragmento acima refere-se à chegada dos europeus à América. É possível identificar a tendência a que a autora se refere:
A) na divisão político-administrativa em capitanias hereditárias e na proposta posterior de governos gerais.
B) em documentos e cartas que detalhavam as ações e interesses na produção açucareira do nordeste brasileiro.
C) na negociação que definiu o limite entre as áreas de colonizações portuguesa e espanhola na América do Sul.
D) em desenhos, pinturas e relatos de viajantes que mostravam animais e plantas inexistentes no Brasil.
E) em inúmeras tentativas de invasão do Brasil colonial por outros países europeus, especialmente a França.
Resposta: D
Resolução: As primeiras impressões que os europeus tiveram sobre o Brasil foram definidas pelos relatos, desenhos e pinturas elaborados pelos viajantes que pisaram no Novo Mundo logo após a descoberta. Criava-se, dessa forma, uma visão fantasiosa a respeito da natureza e dos habitantes da América.


Para responder às questões de números 4 e 5, leia o texto a seguir:

"O espírito de liberdade, nascido com o homem livre por natureza, tem sido senhor de si mesmo desde que viu a luz do mundo. Suas forças e direitos quanto a ela foram sempre imprescriptíveis, nunca finitos ou passageiros. (...) Desde o exato instante em que um monarca, piloto adormecido no regaço do ócio ou do interesse, nada faz pelo bem de seus vassalos, faltando com seus deveres, rompem-se também os vínculos de sujeição e dependência de seus povos. Este é o sentir de todo homem justo e a opinião dos verdadeiros sábios. (...) nem o juramento de vassalagem que os americanos prestaram ao espanhol, nem a possessão por trezentos anos que este logrou na América são razão suficiente para justificar a dominação. (...) Habitantes do Peru: se desnaturalizados e insensíveis assistiram, dia-a-dia, com rosto tranqüilo e sereno, à desolação e aos infortúnios de sua desgraçada pátria, acordem agora da penosa letargia em que estiveram submersos, desapareça a penosa e funesta noite da usurpação e amanheça o claro e luminoso dia da liberdade".
Bernardo de Monteagudo. "Dialogo entre Atahualpa y Fernando VII en los Campos Eliseos",
in Pensamiento político de la emancipación (1790-1825). Caracas, Biblioteca Ayacucho, 1977, p. 69


4) O texto, de 1809, pode ser caracterizado como:
A) iluminista, devido, entre outras possibilidades, à identificação da liberdade como estado de natureza e à crítica ao isola-mento do poder dos reis.
B) positivista, devido, entre outras possibilidades, à valorização da idéia de pátria e ao apelo à ação como forma de alterar a realidade vivida.
C) feudal, devido, entre outras possibilidades, à lembrança da importância dos juramentos de suserania e vassalagem e da subordinação ao rei.
D) moralista, devido, entre outras possibilidades, à rejeição do ócio dos reis e à necessidade de justiça.
E) socialista, devido, entre outras possibilidades, à defesa da autodeterminação dos povos e à conclamação à luta como forma de libertação.
Resposta: A
Resolução: No texto podem ser identificados princípios iluministas, como o direito natural à liberdade e à resistência diante da opressão,
bem como uma crítica ao poder absoluto dos reis.


5) As expressões "penosa e funesta noite da usurpação" e "claro e luminoso dia da liberdade" referem-se, respectivamente, à:
A) unidade e ao federalismo.
B) ilustração e ao direito divino dos reis.
C) monarquia e ao patriotismo.
D) escravidão e ao trabalho livre.
E) colonização e à independência política.
Resposta: E
Resolução: Dentro do espírito iluminista que caracteriza o texto, identifica-se a colonização como usurpação, em oposição ao "Dia da Liberdade", que é como se caracteriza a emancipação dos povos subjugados do Peru, ou seja, a sua independência política.


6) Durante o Segundo Império (1840-1889), o Brasil passou por uma fase de implantação de tecnologia estrangeira. O telégrafo e o transporte ferroviário são exemplos privilegiados da tentativa de modernizar o país. Pode-se considerar que esse esforço foi:
A) resultado da busca de uma integração mais clara com o mercado internacional, pois permitia adquirir tecnologia estrangeira e intensificar a exportação de produtos agrícolas.
B) resultado exclusivo da mentalidade progressista do Imperador D. Pedro II, homem de letras e amigo de grandes inventores, e por isso deixou de ocorrer após a proclamação da República.
C) relacionado às determinações inglesas de substituir a mão-de-obra escrava por assalariada, pois esta implicava intensa mecanização da agricultura e exigência de operários especializados nas fábricas.
D) voltado à ampliação do relacionamento comercial brasileiro com os países vizinhos da América do Sul, e por isso ocorreu logo após as campanhas militares brasileiras no Prata.
E) rejeitado pelos abolicionistas, que consideravam a modernização tecnológica uma forma de perpetuar a utilização de mão-de-obra escrava, pois não exigiria maior qualificação do trabalhador.
Resposta: A
Resolução: A implantação de tecnologia estrangeira a que se refere o texto insere-se no processo de modernização conservadora ocorrido no Brasil a partir de meados do século XIX. Tendo a cafeicultura como elemento dinâmico, tal processo permitiu a reinserção do País nas grandes linhas do comércio internacional, o que resultou na modernização econômica e social da região Sudeste e, simultaneamente, na revitalização do sistema agrário-exportador de cunho colonial.

7) É bastante comum a comparação entre a Revolução Mexicana (1910) e a Revolução Russa (1917) porque ambas foram movimentos:
A) liderados por operários e, ao seu final, implantaram regimes de caráter socialista e igualitário.
B) que envolveram operários e camponeses, com nítido predomínio numérico destes, e originaram-se de problemas sociais.
C) incentivados por países estrangeiros e, ao seu final, trouxeram forte dependência econômica externa dos dois países.
D) que buscavam a derrubada da monarquia nos dois países e resultaram em regimes republicanos e ditatoriais.
E) relacionados aos conflitos da Primeira Guerra Mundial e, ao seu final, desembocaram em fracasso das propostas renovadoras.
Resposta: B
Resolução: A Revolução Mexicana de 1910 e a Russa, de outubro de 1917, assemelharam-se por defenderem a justiça social. No entanto, a primeira fundou-se na luta contra a estrutura latifundiária e oligárquica que existia no México. A segunda foi resultado da proletarização urbana produzida pelo Estado czarista e, posteriormente, pelos liberais mencheviques.



8) O "Zé Carioca", criado pela Disney em 1942, no filme "Alô, Amigos!", representaria o "brasileiro típico": alegre, brincalhão, amigável, receptivo aos estrangeiros. A criação dessa personagem relaciona-se, entre outros fatores,
A) ao período ditatorial do Estado Novo e à busca, pelo governo americano, de ampliar, pela propaganda, o apoio dos brasileiros ao governo Vargas.
B) à tentativa de incrementar a indústria do entretenimento no Brasil e ao esforço dos norte-americanos de se identificarem à tranqüilidade brasileira.
C) ao contexto da Segunda Guerra Mundial, com a entrada do Brasil no conflito, e à política de boa vizinhança do governo Roosevelt.
D) à seqüência de vitórias brasileiras em batalhas no norte da Itália e ao interesse norte-americano de obter auxílio brasileiro na Guerra.
E) ao cansaço dos brasileiros em relação aos personagens cômicos nacionais e à vontade de conhecer a produção cultural norte-americana.
Resposta: C
Resolução: Foi em 1942 que o governo de Getúlio Vargas decretou o rompimento de relações diplomáticas com os países do Eixo nazifascista. Nesse contexto do Estado Novo, uma ditadura com características semelhantes às dos regimes da Alemanha e da Itália, o Brasil fez a opção pelo alinhamento com os Estados Unidos e os Aliados na Segunda Guerra Mundial. Embora os Estados Unidos condenassem o regime autoritário do Estado Novo, ao contrário da afirmação contida na alternativa A, o governo Roosevelt buscou o apoio do Brasil no conflito, por meio da Política de Boa Vizinhança, na qual os Estúdios Disney tiveram intensa participação.


9) A Queda do Muro de Berlim, em 1989, encerrou simbolicamente,
A) a primazia da ONU na resolução de conflitos internacionais, uma vez que a derrubada do muro deu-se pela ação de populares e não por uma resolução diplomática internacional.
B) o esforço multilateral de busca de uma saída pacífica para os confrontos entre alemães ocidentais e orientais, que surgiram no decorrer da Segunda Guerra Mundial e persistiram após a queda do regime nazista.
C) a perseguição a cristãos e muçulmanos no centro e no leste da Europa, uma vez que qualquer forma de religiosidade foi proibida na região, desde o final da Segunda Guerra Mundial, pelos novos governos comunistas.
D) o isolamento entre duas metades de uma cidade, Berlim, e um país, a Alemanha, que foi estabelecido ao final da Segunda Guerra Mundial, para proteger os descendentes de judeus que sobreviveram ao nazismo.
E) a bipolarização estratégica entre as superpotências Estados Unidos e União Soviética, que nasceu ao final da Segunda Guerra Mundial e que representava profundas diferenças ideológicas e políticas entre os dois Estados.
Resposta: E
Resolução: A queda do Muro de Berlim em 1989 tem sido considerada um marco histórico, simbolizando as alterações nas relações inter-nacionais que puseram fim à Guerra Fria.

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET