HISTORIANET

Filmes

Cidade de Deus

VER E APRENDER É UM GRANDE PRAZER.
Carmela C. Prime

FILMES PODEM SER UTILIZADOS COMO SIGNIFICATIVOS INSTRUMENTOS DE APRENDIZAGEM, ALÉM DE DESENVOLVEREM A CAPACIDADE DE OBSERVAÇÃO.

Algumas pessoas têm predisposição para a violência ou a sociedade, ao marginalizar as pessoas, ao criar necessidades que não podem ser atendidas, estimula a violência?

O filme Cidade de Deus, bem como seu sucesso de bilheteria, constitui um fato político, pois desnuda o Brasil da dívida social e dos excluídos, escancarando, por meio da linguagem artística, o apartheid social existente no país. Narrando aventuras individuais para traçar um amplo painel da realidade urbana, retrata o mundo da periferia da ótica do morador da favela. Mostra um mundo, que, em grande parte, é desconhecido das populações das classes médias, que só vêem a favela como um cenário distante, formado por um amontoado de barracos, ou como assunto de noticiários policiais, amplamente explorados pela mídia televisiva.

O Brasil real é retratado através da linguagem circular da narrativa. A história começa de um ponto, avança, e só se esclarece quando retorna ao início. Esse processo se repete várias vezes ao longo do filme. É um grande círculo que só se fecha no fim.

A tarefa pedagógica de tornar o filme um eficaz meio para desenvolver a competência da contextualização é a de ligar a violência retratada no filme com a história do nosso país e com o ambiente social de onde ela nasce. A história do filme acompanha a trajetória de um grupo de garotos, dos anos 60 aos 80, desde os quase inocentes roubos de caminhões de gás até o nascimento do narcotráfico.

No site do Jornal HISTÓRIA EM MANCHETE, a professora Carmela Ciano Prime faz a contextualização do filme, dá dicas para o trabalho do professor em sala de aula e propõe algumas questões para discussão.

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET