HISTORIANET

Atualidades

O Preço da Fé

O Preço Da Fé



Por Cristiano Catarin


O PAPA BENTO XVI VISITA O BRASIL

Após dois anos de ser escolhido novo chefe da Igreja Católica Apostólica Romana, o papa Bento XVI visitará o Brasil. Os fiéis brasileiros aguardam com grande expectativa a chegada do pontífice ao país. Um dos pontos altos de sua visita está ligado ao processo de canonização de frei Galvão, que recebeu, recentemente, o reconhecimento de milagres por parte do Vaticano.



A visita do papa ao Brasil deverá ocorrer entre os dias 09 e 13 de maio de 2007. Os líderes da Igreja Católica brasileira estão preparando a estadia do pontífice em seus mínimos detalhes e com muito luxo e requinte. Historicamente, a presença do papa em diversas partes do mundo, tem promovido uma avalanche de obras e transformações pelos locais visitados. No Brasil não será diferente, as reportagens que divulgam a visita de Bento XVI revelam a existência de diversas obras em andamento no país – algumas consistem em pequenas reformas, já outras, na elaboração completa de novas estruturas como, por exemplo, a construção de um novo e suntuoso altar localizado na Basílica de Aparecida do Norte (São Paulo), onde Bento XVI celebrará uma missa.



A INFRA-ESTRUTURA PARA RECEBER BENTO XVI

O novo local (altar) terá capacidade de abrigar 400 bispos e mil padres. As autoridades convidadas para o evento poderão acompanhar a cerimônia religiosa num espaço localizado à frente do altar principal.



OS PREPARATIVOS PESSOAIS

Para a visita de Bento XVI, uma série de novos utensílios serão preparados para seu uso pessoal. Os cardeais de Roma que também participarão das cerimônias religiosas no país irão utilizar, de modo similar ao pontífice, novos utensílios cerimoniais como, taças e cálices. Uma observação: todas as peças serão banhadas em ouro.



No último dia 20 de março uma comissão especial foi criada pelo governo federal com objetivo de coordenar os preparativos para visita do pontífice ao Brasil. Devem integrar a comissão pelo menos um representante dos ministérios das Relações Exteriores, da Justiça, da Defesa, da Fazenda, das Comunicações, da Secretaria-Geral da Presidência da República, da Casa Civil e do Gabinete de Segurança Institucional.



Novas vestimentas também estão sendo confeccionadas especialmente para Bento XVI quando de sua estadia no Brasil. Novos trajes, calçados, adereços religiosos, utensílios cerimoniais, mobília, altares, enfim, uma completa e nova infra-estrutura de “exigências” está sendo preparada para visita do papa. Até parece uma lista de condições para que ocorra, de fato, sua visita em território nacional. No entanto, veremos adiante que preparativos como este faz parte duma tradição do catolicismo. Segundo o administrador do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, padre Hélcio Vicente Testa, a cerimônia que será proferida pelo pontífice custará R$ 900 mil, incluindo os custos na construção do novo altar. O término das obras está agendado para o início de maio.



QUEM REPRESENTA QUEM?

Diante desta tradição católica em realizar grandes “espetáculos” religiosos, valorizando, sobretudo, o aspecto visual, é prudente levantar algumas perguntas como: Porque Jesus Cristo, quando esteve na Terra há mais de 2000 anos atrás, não partilhou de interesses materiais ou de qualquer outro requisito para ensinar ou aconselhar, para toda e qualquer pessoa interessada, as verdades bíblicas? Os relatos da bíblia sagrada revelam que Jesus andava de maneira humilde, com roupas e atitudes bem simples, contentando-se sempre com o necessário. Não há qualquer indício nas escrituras dizendo que Jesus utilizou taças ou cálices banhados em ouro, ou ainda, roupas novas a cada sermão proferido por ele aos “famintos espiritualmente”. Pelo contrário, no evangelho de Mateus (6:33), Cristo Jesus afirma (por meio do apóstolo Mateus) que o homem deve estar contente em ter o necessário, priorizando, em todo o tempo, as necessidades espirituais, ou seja, o Reino de Deus. O catolicismo afirma seguir os ensinamentos de Jesus, considerando este como o maior exemplo de homem que já viveu na Terra. Por outro lado, Jesus durante os trinta e três anos e meio em que esteve na Terra se quer foi reconhecido pelos Judeus como Filho de Deus. Todos que desejassem se aproximar e até mesmo tocar em Jesus, o fizeram sem nenhum constrangimento ou temor.



Bento XVI é, segundo os dogmas da Igreja Católica, o principal representante de Deus na Terra. Os papas, de maneira geral, seguem, de fato, o exemplo de Cristo? Não deixa de ser uma questão curiosa e intrigante. Existe mesmo a necessidade de reunir prestígio e riquezas materiais para tocar o coração dos fiéis ou para transmitir a estes mensagens de paz e esperança?



UM ESPETÁCULO VISUAL

A verdade é que os líderes católicos carregam este costume há séculos. A Igreja sempre promoveu grandes “espetáculos” cerimoniais. Na época do Brasil colonial não foi diferente. As Igrejas eram suntuosamente decoradas e preparadas para missas “especiais” como a celebrada no Rio de Janeiro, mais precisamente na igreja Nossa Senhora do Monserrate. A ocasião especial foi dada em comemoração ao aguardado nascimento do príncipe da Beira, durante o reinado de d. José I de Portugal no século XVII. No interior da igreja ocorria uma “divisão” da assistência, não era qualquer pessoa que podia sentar-se nas proximidades do altar principal da igreja. Muitos dos presentes não entendiam o que se falava na missa, pois o programa litúrgico era proferido em latim, e para fortalecer ainda mais esta falta de compreensão, grande parte dos fieis eram analfabetos. Daí a extrema importância demonstrada pelo catolicismo de se decorar/enfeitar da melhor maneira possível a Igreja e de valorizar toda sorte de imagens de santos.



Fontes revelam que Bento XVI já teria assinado um indulto universal para resgatar a tradição de se proferir missas em latim, permitindo que padres, em todo mundo, possam realizar missas novamente na língua que, por 1500 anos, foi oficial na celebração dos programas litúrgicos.



Abril de 2007

E-mail: cristiano@historianet.com.br

BLOG: www.historiaecia.zip.net

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET